60 horas
LIVE! COM FACILITAÇÃO + TRABALHO AUTÓNOMO

ESPECIALIZAÇÃO

EDUCAÇÃO PARA A FELICIDADE

Actualmente, a felicidade e o bem-estar na infância são objectivos ambicionados de forma geral, em diversas culturas e lugares do mundo, por várias pessoas, em diferentes papéis. De facto, assim como um dos primeiros desejos de qualquer cuidador é que as crianças de quem cuida sejam felizes, um dos primeiros objectivos dos profissionais na área da infância é contribuir para o bem-estar, ajustamento e saúde mental das crianças com quem trabalham e respectivas famílias. Mas porque será este um objectivo tão comum? O que é a felicidade e o bem-estar? Porquê educar para a felicidade? Como? Em que variáveis podemos intervir de forma a contribuir para a mesma? Neste curso, pretendemos precisamente abordar estas e outras questões relativas à educação para a felicidade.

A investigação nesta área indica que a felicidade na infância é influenciada por diversas variáveis contextuais, interpessoais e individuais. Assim, nesta especialização abordaremos variáveis fundamentais à felicidade e bem-estar em três domínios: da família (ambiente e contexto familiar), dos cuidadores(relação com a criança e competências parentais), e da criança (auto-estima, forças de carácter, competências sociais e emocionais).

Esta especialização está estruturada em cinco módulos. O primeiro é um módulo introdutório, de base ao curso, onde é abordada a psicologia positiva e o conceito de felicidade aplicado à infância. Os restantes módulos abordam a construção da felicidade através dos três domínios mencionados anteriormente (família, cuidadores e criança).

  1. Psicologia positiva aplicada à infância
  2. A família como principal potenciador de felicidade
  3. Educar para a auto-estima e para a relação com outros
  4. Educar para as emoções
  5. Cuidadores: Comunicação e competências de relacionamento

OBJECTIVOS

Pretende-se que no final da formação, os formandos sejam capazes de compreender, promover e facilitar a educação para a felicidade nas famílias e crianças com quem intervêm.
Como objectivos específicos pretende-se que sejam capazes de:

  • compreender o conceito da felicidade e das forças de carácter na infância, à luz da psicologia positiva;

  • compreender a importância de variáveis da criança, dos cuidadores e da família para a felicidade;

  • identificar competências essenciais na criança, cuidadores e família e diferentes estratégias e actividades para as promover.

DESTINATÁRIOS

  • Técnicos com intervenção na criança e na família:

  1. Psicólogos, Educadores Sociais e comunitários, Assistentes Sociais
  2. Técnicos de intervenção precoce, terapeutas
  3. Educadores de Infância
  4. Professores do 1º e 2º Ciclo
  • Vereadores com pelouros da Educação e Acção Social
  • Pais

MÓDULOS

M1

PSICOLOGIA POSITIVA APLICADA À CRIANÇA E AO JOVEM

A psicologia positiva é o estudo científico dos factores e processos que conduzem à optimização do funcionamento humano, focando a atenção nas forças, em vez de se debruçar sobre as fraquezas; construindo e solidificando o que de melhor a vida oferece, em vez de tentar reparar o pior; e preocupando-se em promover na pessoa comum a forma mais proveitosa de viver a vida. Aborda o funcionamento positivo da personalidade, o bem-estar subjectivo e o ensino da resiliência.
Deste modo, neste módulo pretende que os formandos sejam capazes de definir felicidade, compreender os factores que contribuem para a felicidade na infância e avalia-los segundo a teoria das forças de carácter e virtudes humanas, Serão apresentadas as bases da psicologia positiva, o seu modelo teórico assim como a sua aplicabilidade à infância.

15 HORAS

M2

A FAMÍLIA COMO PRINCIPAL POTENCIADOR DE FELICIDADE

A família é, geralmente, o primeiro contexto de desenvolvimento da criança, tendo um grande impacto no seu desenvolvimento, incluindo na construção da sua felicidade e bem-estar. Deste modo, neste módulo pretende-se que os formandos sejam capazes de compreender a importância da família na educação para a felicidade e de identificar diferentes estratégias e actividades para potenciar a mesma. Serão abordadas diversas variáveis da família desde o próprio conceito de família, a dimensões, valores e princípios da família, à forma como esta conceptualiza a criança/jovem e o seu papel, e à forma como podem servir de modelo ou trendsetter dos seus comportamentos, pensamentos e emoções.

10 HORAS

M3

EDUCAR PARA A FELICIDADE, PARA A AUTO-ESTIMA E PARA A RELAÇÃO COM OS OUTROS

A felicidade da criança/jovem está correlacionada com variáveis pessoais da mesma, desde o seu temperamento ou personalidade, às suas forças e competências pessoais e sociais, que lhe permitem relacionar-se de determinado modo consigo mesma e com os outros. Assim, neste módulo pretende-se que os formandos sejam capazes de compreender a importância de variáveis da criança/jovem para a sua felicidade e de identificar diferentes estratégias e actividades para as reforçar. Serão abordadas variáveis como autoconceito e autoestima, competências sociais (ex., resolução de conflitos e problemas) e forças de carácter (gratidão, optimismo e bondade, coragem, curiosidade e criatividade, inteligência social, auto-controlo) que podem contribuir para a felicidade e bem-estar da criança/jovem.

15 HORAS

M4

EDUCAR PARA AS EMOÇÕES – EDUCAÇÃO EMOCIONAL

A educação das emoções pode ser considerada como um processo complexo de construção permanente. A sua origem ocorre no seio familiar, pela interacção com os cuidadores principais, porém à medida que a criança se desenvolve estas competências vão sendo potencializadas. Frequentemente categorizamos emoções como positivas e negativas, no entanto é emergente mudar esse paradigma.
Pretende-se que os formandos reflictam sobre a importância do desenvolvimento da educação emocional das crianças, de modo a incentivar a expressão e regulação adequada as suas emoções, sendo assim capazes de lidar com as alegrias, as frustrações, reconhecendo as suas emoções e as dos outros, bem como dotar os formandos de ferramentas e estratégias facilitadoras para momentos desafiadores. Serão abordadas temáticas como a autoconsciência, a autoregulação, a motivação e a empatia, e de que forma é que uma melhor educação emocional poderá ter influência a curto e longo prazo no desenvolvimento ao longo da vida.

10 HORAS

M5

COMUNICAÇÃO E COMPETÊNCIAS DE RELACIONAMENTO: CUIDADORES

A comunicação verbal e não verbal é a única capacidade que nos diferencia das outras espécies, sendo uma competência de excelência na relação com o outro. Capaz de potenciar e fortalecer o relacionamento familiar. É impossível não comunicar, e desta forma, quanto mais conscientes formos sobre este processo, mais facilmente educamos as crianças para a felicidade. Neste sentido, pretende-se que os formandos sejam capazes de compreender a importância da comunicação eficaz e equilibrada, bem como identificar obstáculos comunicacionais, no seio familiar. Serão apresentadas diferentes estratégias e atitudes comunicativas a adoptar em momentos de contrariedade e desacordo. Uma perspectiva positiva e promotora de felicidade para a criança/jovem.

10 HORAS

INVESTIMENTO

Autarquias

  • Condições especiais

Ex. Alunos

450
  • Happytown Institute
  • Famílias Felizes

Público Geral

500

INCLUI

  • Manual de Formação
  • Workbook de exercícios

  • Certificado de formação qualificada em “Especialização em Educação para a Felicidade” emitido aos formandos que participem em 80% da duração total da especialização com aproveitamento em todos os módulos
  • Antes do início da especialização receberá na sua morada o KIT HAPPYTOWNER

  • Saco VHP

  • Bloco HAPPYTOWN INSTITUTE
  • Caneta HAPPYTOWN INSTITUTE